Miguel David

Honesty, Equality, Frugality

Menu Close

40 years of free elections

40 years ago this very day the first free elections after many years of dictatorship happened in Portugal. Exactly one year after the military coup that took down the autocratic government in Portugal, the military delivered on their promise and opened the country to the first free election in almost 3 generations.

Today we still have problems, economic, justice, politic and otherwise. Maybe we even need another revolution to remove the corruption and central block partidocracy and sheer incompetence from the ruling staff. But at least I can speak my mind freely without fearing that one of my friends is a spy and everyone can vote in whoever they think best.

Viva o 25 de Abril!

To learn more, you can watch a movie made in 2000 about it: http://m.imdb.com/title/tt0120626/

Eleições Portuguesas sem cobertura? Europa sem resoluções de refugiados?

Europa atira dinheiro para onde devia atirar coragem

Todos sabemos que desde que a UE retirou o dinheiro de controlo da fronteira a sul no mar mediterrâneo à Itália, a quantidade de refugiados mortos nestas águas aumentou drasticamente. Não tocando sequer no facto de que estamos a falar de vidas humanas, fico desapontado com o facto da UE, mais uma vez, mostrar que não sabe tomar decisões como um grupo e cuja única resposta é atirar dinheiro para o problema. De um dia para o outro o programa Tritão triplica o orçamento (decisão fácil porque é com dinheiro comunitário logo com dinheiro de todos e ninguém), mas não conseguem encontrar um número de refugiados comum para absorver anualmente pelas nações europeias. Falta um líder forte nesta Europa que se desfaz diariamente e que se move apenas por três nações: Alemanha, França e Reino Unido…

Eleições Portuguesas e a cobertura dos media

O decreto-lei que é aplicado à cobertura dos meios de comunicação social em Portugal foi criado em 1975. Estar fora de prazo é ser simpático para com este decreto, uma vez que a internet veio mudar os meios de comunicação social radicalmente assim como a rapidez com que os cidadãos esperam receber notícias.
Por isso, tentar reformar esta lei é uma boa ideia. O problema, como de costume, é um de execução. E uma execução que está a ser tão errada que os meios de comunicação social estão, em bloco, a dizer que simplesmente não vão cobrir as próximas legislativas!
Vejamos:

  • A nova lei pretende assegurar a igualdade das candidaturas, mas apenas permite debates entre candidatos de partidos com assento parlamentar. Partidocracia no seu melhor.
  • A nova lei define que os meios de comunicação social têm de anunciar os seus planos de cobertura à ERC e CNE com antecedência. Curiosamente isto já é feito com 48h de antecedência (o que nos dias de hoje já é generoso). Então quanta atencedência querem os legisladores? Pelo menos 30 a 55 dias! Isto sobreposto ao facto de que com esse prazo os meios de comunicação social teriam de ter um plano de cobertura das eleições antes de saberem sequer a totalidade dos candidatos.
  • A nova lei segue o modelo Francês e Belga (cujo sistema político está em sofrimento)
  • Finalmente os legisladores, não se deram ao trabalho de consultar as comissões para as quais estes planos devem ser submetidos! A ERC e CNE não sabem o que se está a guisar!

Updating WordPress: the insecure quick-and-dirty way

It’s a PAIN to update WordPress. It’s improved over the versions but still today, you need operating systems knowledge to make it happen.
So, if all you need if an insecure, but quick way to update the WordPress plugins and themes of your website, here it is.

cd /var/www/html/yourwebsite.com/wp-content
chmod 777 .
chown -R www-data plugins themes
echo "define('FS_METHOD','direct');" >> wp-config.php

© 2015 Miguel David. All rights reserved.

Theme by Anders Norén.